Guerras da luz Capitulo 12 – A Entrada da caverna.  

Alferine sabia que não controlaria os anões eles são um povo de ação, logo se cansariam de observar e atacariam os guardas, Althaea parecia ser mais sensata e perspicaz, se eles iniciassem o ataque ela logo encantaria o equipamento deles, porem ela estava ansiosa para testar este ataque que não parava de falar, por que os humanos não seguiam um comportamento padrão naquele momento Althaea estava tão imprevisível quando o anão, e ainda tinha o primo dela Anruth, que Alferine ainda não sabia nada sobre, um aprendiz de paladino como ele mesmo disse, como ela queria um bom mago ali naquele momento, um bom feitiço para dormir dentro da caverna ajudaria muito.

-Preciso de uma cerveja agora, aí posso acabar com este dois rapinho. -o álcool podia melhora a qualidade de combate de Tybmol mas ele ficava insuportável sóbrio, e mais imprevisível ainda, Alferine estava se arrependendo de ter aceito o trabalho, chegar na floresta de Flawas não seria tai custoso assim poderiam caça alimentos ou pescar no caminho, e pegar frutos nas arvores, mas pedir para um anão comer apenas este tipo de coisa não era fácil.

-Acho que posso testar meu ataque naqueles dois, estão em uma posição perfeita, vocês podem me dar cobertura, mas acho que consigo enviar luz para dentro da caverna para derrubar servos das trevas lá de dentro, aí vocês cuidam dos demônios da floresta, o que acham? -Alferine deu um suspiro, ela preferiria passar algumas hora observando e planejando um ataque melhor, mas eles não podiam perder muito mais tempo ali, então concordou com a cabeça, Anruth encantou as armas de todos e Althaea iniciou o seu ataque como escuto em mão.

Ela caminhou lentamente e abaixada para se aproxima um pouco dos orcs na porta, então ela correu e saltou e arremedou o seu escuto contra um dos orcs, o eliminou na hora porem o escuto ficou preso na cordilheira atrás do orc, claramente não era o que ela queria que acontecesse, ao se recupera do primeiro salto, ela saltou novamente desta fez com a espada em mão deu um grande golpe no chão fazendo com que uma grande quantidade de luz entrasse para dentro da caverna, aqueles que não era fracos para luz deveria estar desnorteados com a intensidade de luz dourada que entrou para dentro da caverna, gritando com seu machado em mão Tybmol correu em direção a Althaea.

Alferine viu um grande grupo de demônios da floresta saindo de um campo com grama baixa correto em direção a caverna, então ela investiu neles com Anruth atrás dela, aqueles demônios eram medrosos, após alguns serem derrubados pelos dois os outros voltaram correndo para dentro da floresta. Alferine preferiu não ir atrás deles, sabia que eles não voltariam para lá enquanto os vissem.

Mizuky foi em direção a caverna, mas a entra esta sem inimigos, ou foram abatidos pelo ataque de Althaea ao não tinha nem na entrada da caverna, o grupo se reuniu novamente lá na entrada da caverna. Anruth conjuro duas esferas de luz que se prenderam nas paredes da em entrada, iluminando parte do caminha para dentro, eles viram chamas ao fundo, e alguns orcs mortos na entra, Alferine se aproximou um pouco mais da entrada para olhar melhor, a caverna parecia leva para um espaço aperto, agora o único problema seria se aquela passagem tivesse ligação com as cavernas subterrâneas das cordilheiras ondes servos poderosos das trevas viviam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.